Obter o passaporte de Granada da forma mais vantajosa em 2018

0 12

A possibilidade de solicitar um visto para os EUA através do passaporte de Granada no ano de 2018, é motivo mais do que suficiente para não deixar passar esta oportunidade. Além disso, falaremos da nova e vantajosa proposta do resort Levera Nature & Beach, que será muito interessante para aqueles que desejam obter uma cidadania em Granada e, ao mesmo tempo, fazer um investimento seguro e lucrativo em um atrativo eco resort.


Como conseguir a cidadania em Granada?


A resposta a esta pergunta certamente despertará o interesse de todos os investidores da Espanha e América Latina que queiram garantir um futuro brilhante junto com outras oportunidades, tanto para si como para seus familiares mais próximos.

A cidadania em Granada pode ser obtida de duas maneiras:

A primeira opção é solicitar uma cidadania por doação, que consiste em investir no NTF (Fundo Nacional de Transformação). Essa doação não é reembolsável e deve ser de um mínimo de 200 mil dólares americanos, o que constitui uma opção muito popular entre as famílias grandes que, no entanto, contam com um orçamento limitado.

A segunda opção é a compra de um imóvel, mediante a qual é possível ter acesso à cidadania de Granada. Para isso é necessário um investimento reembolsável de não menos de 350 mil dólares (é possível recuperá-lo depois de quatro anos) no projeto de desenvolvimento urbano impulsionado pelo governo. Em outras palavras, pode-se obter a nacionalidade através de um programa de cidadania por investimento em bens imobiliários. Em 2018, existem programas de desenvolvimento urbano interessantes que representam uma excelente oportunidade para investidores.

A proposta de cidadania de Granada atrai a atenção de muitos por ser a única que oferece a opção de um retorno rápido sobre o investimento, e, além disso, a possibilidade de viajar ao território da China sem necessidade de visto.

Ainda mais interessante (e também única) é a possibilidade de participar no programa norte-americano E-2. Adicione a isso as atrativas oportunidades de investimento em bens imobiliários, que há muito pouco tempo têm se tornado ainda mais vantajosas, graças aos novos programas de desenvolvimento urbano e à construção de resorts de luxo como o resort Levera Nature & Beach. E como se isso não bastasse, o nível de solicitações rejeitadas em Granada é muito baixo.


Saint George’s, Granada, Caribe

Como conseguir a cidadania em Granada e um visto de investidor nos EUA, e por que é necessário fazê-lo no ano de 2018?

Um dos motivos pelos quais a proposta de Granada é uma das mais convenientes, como já destacamos acima, é porque oferece a possibilidade de ter acesso de forma simples a um visto de investidor para os EUA, por meio do programa E-2. Esse visto tem uma única desvantagem, é que não concede o direito de conseguir o green card, ao contrário do visto EB-5, por exemplo.

Mas isso não representa um grande problema, já que especialistas afirmam que o presidente Donald Trump pode vir a cancelar o acesso ao visto E-2 depois do ato terrorista do dia 31 de outubro. Para relembrar, nesta data, um terrorista atropelou vários ciclistas com um caminhão, em Manhattan, para depois colidir contra um ônibus escolar em que viajavam crianças com deficiência. Foram oito vítimas fatais deste atentado, e cerca de dez pessoas ficaram feridas.

Depois do trágico evento, o presidente Trump propôs prender o culpado na prisão de Guantánamo e exigiu a pena de morte para os terroristas. Depois disso, Trump publicou em sua conta oficial no Twitter que a “cadeia migratória deve terminar imediatamente”. Este anúncio está relacionado ao fato de que o responsável do referido ato terrorista era um cidadão do Uzbequistão, o qual havia obtido uma permissão de residência permanente nos EUA por meio do programa Diversity Immigrant Visa.

Em relação a isso, alguns especialistas céticos afirmam que o programa E-2 de Granada poderia chegar ao fim em um futuro não muito distante. Granada é a única ilha de língua inglesa no oeste do Caribe, e seus cidadãos podem solicitar um visto de investimento E-2. Este documento permite aos cidadãos trabalhar nos EUA por um período de até dois anos. Além disso, esse visto pode ser estendido por uma quantidade ilimitada de vezes.

Sendo o único país do Caribe que, juntamente com sua cidadania, concede também a possibilidade de obter um visto E-2, Granada é apelidada por muitos funcionários públicos americanos como a “brecha” para os que desejam investir nos EUA. E, em parte, isso verdade.  Não há dúvidas de que muitos investidores de várias partes do mundo veem no programa de cidadania de Granada uma possibilidade muito interessante, que abre as portas não só para Granada e o Caribe inteiro, mas também para o gigante do norte.

Ultimamente, o atrativo de Granada tem se acentuado ainda mais devido ao fluxo de investidores chineses que têm aplicado em massa para o programa do visto EB-5, inclusive gerando atrasos no mesmo. Atualmente, estima-se que a aprovação das solicitações para esse visto pode demorar até dez anos.

Tendo em vista o que foi dito nos parágrafos anteriores, há uma possibilidade, ainda que teórica, de que o acordo entre Granada e os EUA em relação ao visto E-2, possa ser cancelado. Por este motivo, se você quer aproveitar esse benefício, é recomendável aplicar para a cidadania de Granada o quanto antes, ou seja, no ano de 2018, enquanto ainda é possível.

É importante lembrar que entre os EUA e o Caribe (e, em particular, Granada), há uma conexão de muitos anos. Por exemplo,  há uma grande quantidade de médicos nos EUA provenientes das Antilhas e das Bahamas, que estudaram nada mais e nada menos do que em Granada.

Os cidadãos deste país e de outras ilhas das Antilhas e Bahamas, geralmente gozam de boa reputação nos EUA. Além disso, nos EUA, atualmente há muitos cidadãos desta região, o que significa que cancelar esse programa não vai ser nada fácil.


“É possível solicitar a cidadania por investimento em Granada, em 2018, investindo em um resort de luxo”.

 

Como obter a cidadania de Granada investindo no Levera Nature & Beach Resort?

De uma forma ou de outra, os especialistas recomendam apressar-se para solicitar o pedido para obter a cidadania por investimento, principalmente porque neste momento é possível fazer isso obtendo uma maior vantagem, ao investir no Levera Nature & Beach Resort, o qual já está sendo construído na parte norte da ilha principal de Granada.

Escolher este programa de cidadania por investimento em imóveis é uma opção segura, já que Granada se encontra atrás da zona de furacões. Graças a isso, a ilha caribenha não sofreu muitos danos durante a temporada de furacões, o que também ajuda a atrair turistas de todo o mundo.

Além disso, nesta jurisdição, há um grande interesse pelos projetos de investimento como o já mencionado Levera Nature & Beach Resort. Não faz muito tempo, a administração deste complexo turístico lançou uma proposta de vantagens sem precedentes no contexo do programa de cidadania por investimento.

No âmbito desta proposta, o investidor pode investir do seu bolso apenas 130 mil dólares norte-americanos (em vez dos 350.000 dólares que normalmente são pedidos em investimentos deste calibre), o restante é pago por uma empresa de crédito. Esta proposta foi lançada para equiparar a taxa de doação não reembolsável ao fundo HRF, estipulada pelo governo de São Cristóvão e Nevis.

É interessante, no entanto, que esta proposta seja financiada por uma empresa de Utah (EUA), o que intensifica ainda mais os laços entre os dois países. Depois de quatro anos desde o momento da solicitação de cidadania por investimento (ou seja, no momento em que será necessário cancelar a dívida com a empresa nomeada), o cliente pode escolher não pagar essa dívida, o qual perderá sua propriedade, mas ainda assim manterá a sua cidadania.

Esta proposta é oferecida pelo hotel Turtle Beach, e é consistente com a proposta do Levera Nature & Beach Resort, facilitando um crédito de 225 mil dólares. O inversor só terá que apresentar uma quantia de 130 mil, já que o restante será coberto pelo crédito da empresa norte-americana. Esse dinheiro será destinado à aquisição de ações de classe C no projeto do hotel Turtle Beach.

Depois de 50 meses de emitido o crédito, o credor notificará o inversor a respeito remanescente. Depois, haverá um período de sessenta dias de preparação de retorno do crédito (o prazo do crédito termina depois de 52 meses). Uma vez cumprido esse prazo, o pagamento da soma total estará sujeito ao remanescente da dívida de crédito, aos pagamentos realizados e aos honorários correspondentes.

Em caso de cancelamento de crédito, as ações de classe C são convertidas em ações de classe B e são emitidas em nome do investidor. Tais ações podem ser guardadas ou vendidas. Ao ser dono de tais ações, o investidor terá direito a dividendos e ao uso das instalações do hotel em questão.

Caso o investidor não cancele o crédito, as ações de classe C que este possuía serão transferidas para o credor, e não se aplicam sanções. O investidor pode manter a cidadania, mas não poderá fazer uso das instalações do hotel. Nesse caso, a soma investida de 130 mil dólares seria análoga ao investimento requerido para a cidadania por doação de San Cristóbal.

Comentários