Bulgária, o diamante bruto na Europa

0 20

Sobre a Bulgária

A Bulgária, oficialmente República da Bulgária, é um país no Sudeste da Europa. Faz fronteira com a Romênia ao norte, Sérvia e Macedônia do Norte a oeste, Grécia e Turquia ao sul, e o Mar Negro ao leste. A localização entre Ásia e Europa levou a uma mistura única de estilos arquitetônicos que remontam à Roma antiga. A capital e maior cidade é Sófia – a segunda cidade mais antiga da Europa; outras grandes cidades São Plovdiv, Varna e Burgas. Com um território de 110.994 quilômetros quadrados, a Bulgária é o 16º maior país da Europa.  Há mais de 240 horas com luz do sol em maio e setembro e mais de 300 horas em julho e agosto.

A população da Bulgária é de 7.360.000 habitantes segundo o censo nacional de 2011. A maioria da população, ou 72,5%, reside em áreas urbanas. Em 2017, Sófia era o centro urbano mais populoso com 1.330.000 de habitantes, seguido por Plovdiv (345.000), Varna (344.000), Burgas (209.000) e Ruse (160.000).

Membro da UE desde 2007. A Bulgária é a economia em mais rápido crescimento da UE e possui os impostos sobre rendimentos mais baixos da UE (10%). A criação de uma empresa oferece uma grande variedade de vantagens, tais como o acesso a uma mão de obra altamente qualificada, baixos custos trabalhistas, regime de imposto único reduzido e acesso ilimitado a bens e serviços na zona da UE. A moeda é o lev Búlgaro (BGN), que equivale a 0,511304683 Euros.

Custo de vida:

-O custo de vida em Sófia é 64% mais barato do que em Londres.

O custo de vida na Bulgária é 46,63% menor do que nos Estados Unidos (dados agregados para todas as cidades, não considerando aluguel).

-O aluguel na Bulgária é 76,10% menor do que nos Estados Unidos (dados médios para todas as cidades).

– O custo de vida em Sófia é quase o mesmo que em Bucareste.

Estabilidade

A Bulgária tornou-se membro das Nações Unidas em 1955 e desde 1966 tem sido um membro não permanente do Conselho de Segurança por três vezes, mais recentemente de 2002 a 2003. Também fez parte das Nações fundadoras da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE, na sigla em inglês) em 1975. A integração Euro-Atlântica tem sido uma prioridade desde a queda do comunismo, embora a liderança comunista também tivesse aspirações de deixar o Pacto de Varsóvia e aderir à Comunidade Europeia em 1987. A Bulgária assinou o Tratado de Adesão à União Europeia em 25 de abril de 2005, e tornou-se membro de pleno direito da União Europeia em 1º de janeiro de 2007. Além disso, tem uma colaboração econômica e diplomática tripartida com a Romênia e a Grécia, boas relações com a China e o Vietnã e uma relação histórica com a Rússia.

Sistema Político

A Bulgária é uma democracia parlamentar onde o primeiro-ministro é o chefe de governo e o cargo mais poderoso do executivo. O sistema político tem três ramificações—legislativo, executivo e judiciário, com sufrágio universal para os cidadãos maiores de 18 anos. A Constituição também oferece possibilidades de democracia direta, nomeadamente petições e referendos nacionais. As eleições são supervisionadas por uma Comissão Eleitoral Central independente que inclui membros de todos os principais partidos políticos. Os partidos devem estar registrados na comissão antes de participarem numa eleição nacional. Normalmente, o primeiro-ministro eleito é o líder do partido que recebe a maioria dos votos nas eleições parlamentares, embora este nem sempre seja o caso.

Ao contrário do primeiro-ministro, o poder interno presidencial é mais limitado. O presidente diretamente eleito atua como chefe de estado e comandante chefe das forças armadas e tem a autoridade de retornar um projeto de lei para mais debates, embora o parlamento possa anular o veto presidencial por uma maioria simples de votos.

Sistema Jurídico

A Bulgária dispõe de um sistema jurídico de direito civil. O poder judiciário é supervisionado pelo Ministério da Justiça. A Suprema Corte Administrativa e a Suprema Corte de Cassação são os mais altos tribunais de recurso e supervisionam a aplicação das leis em tribunais subordinados. O Supremo Conselho Judicial administra o sistema e nomeia juízes. A aplicação da lei é realizada por organizações subordinadas principalmente ao Ministério do Interior. A Direção-Geral da Polícia Nacional (GDNP, na sigla em inglês) combate a criminalidade em geral e mantém a ordem pública. A GDNP conta com 26.578 policiais em suas seções locais e nacionais.

A população da Bulgária é de 7.360.000 habitantes segundo o censo nacional de 2011. A maioria da população, ou 72,5%, reside em áreas urbanas.

História

A Bulgária é um dos países mais antigos da Europa. Restos neandertais que datam de cerca de 150.000 anos atrás, ou do Paleolítico Médio, são alguns dos primeiros vestígios de atividade humana nas terras da Bulgária moderna. A cultura Karanovo surgiu por volta de 6.500 A.C. e foi uma das várias sociedades neolíticas da região que prosperaram na agricultura. A civilização de Varna da Idade do Cobre (quinto milênio A.C.) é considerada como desenvolvedora da metalurgia do ouro. O tesouro da Necrópole de Varna contém as joias de ouro mais antigas do mundo, com uma idade aproximada de mais de 6.000 anos. O tesouro tem sido valioso para compreender a hierarquia e a estratificação social nas primeiras sociedades europeias.

Os trácios, um dos três principais grupos ancestrais dos búlgaros modernos, surgiram na Península Balcânica algum tempo antes do século XII A.C.. Os trácios destacaram-se na metalurgia e deram aos gregos os cultos a Orfeu e Dionísio, mas permaneceram tribais e sem estado.

A Bulgária tem uma história rica, que abrange 13 séculos. Foi conquistada e ressurgiu por várias vezes. Historicamente, existem Três Reinos Búlgaros e, no seu auge, o Reino Búlgaro estendeu-se por três mares.

Natureza, quatro belas estações distintas dentro de cinco zonas climáticas

Devido à sua mistura de clima continental no norte e um clima mediterrâneo no sul e no leste, a biodiversidade da Bulgária é uma das mais ricas da Europa e está conservada em três parques nacionais, 11 parques naturais, 10 reservas de biosfera e 565 áreas protegidas. A Bulgária preserva algumas das últimas florestas virgens da Europa. O norte do país é dominado pelas vastas regiões das Planícies do Danúbio, com o Rio Danúbio definindo a fronteira com a vizinha Romênia. O sul do país, pelo contrário, é dominado por terras altas e planícies elevadas. Seus vizinhos no sul são a Grécia e a Turquia.

Com a sua bela costa do Mar Negro no lado leste do país, e seus inúmeros resorts de montanha, a Bulgária pode oferecer a qualquer viajante entusiasta uma oportunidade para experiências maravilhosas. Ela também tem mais de 600 fontes termais naturais com água mineral curativa, 4000 cavernas e 7 locais da UNESCO.

Infraestrutura

Os serviços telefônicos estão amplamente disponíveis e uma linha central digital liga a maioria das regiões. A Vivacom (BTC) atende mais de 90% das linhas fixas e é uma das três operadoras que oferecem serviços móveis.

A internet é uma das mais rápidas da Europa e está amplamente disponível em muitos locais públicos, como parques e transportes públicos.

A localização geográfica estratégica da Bulgária e o setor energético bem desenvolvido fazem dela um centro energético europeu, apesar da sua falta de depósitos significativos de combustíveis fósseis. As centrais térmicas geram 48,9% da eletricidade, seguidas de energia nuclear dos reatores de Kozloduy (34,8%) e de fontes renováveis (16,3%). O equipamento para uma segunda usina nuclear em Belene já foi adquirido, mas o destino do projeto permanece incerto. A capacidade instalada é de 12.668 MW, o que permite à Bulgária exceder a demanda interna e exportar energia.

Economia

A Bulgária possui uma economia de mercado aberta e de rendimento médio superior, na qual o setor privado representa mais de 70% do PIB. A força de trabalho é de cerca de 3,36 milhões de pessoas, das quais 6,8% estão empregadas na agricultura, 26,6% na indústria e 66,6% no setor de serviços. O principal setor de emprego é o serviço ao cliente. A força de trabalho tem um bom nível de educação, é altamente qualificada e multilíngue, com muitos tendo se graduado em universidades americanas e da Europa Ocidental.

Dois terços das exportações de produtos alimentares e agrícolas vão para os países da OCDE. A Bulgária é o maior exportador mundial de óleo de rosas e lavanda e o maior produtor de ervas medicinais na Europa.

Quanto ao setor de serviços, o turismo contribui significativamente para o crescimento econômico. A Bulgária tem se destacado como um destino de viagem com os seus resorts e praias baratos fora do alcance da indústria turística.

Educação

A educação na Bulgária é barata e de fácil acesso, com uma parcela muito grande da população tendo diplomas universitários. É supervisionada pelo Ministério da Educação e Ciência. Desde 2012, o ensino obrigatório inclui dois anos de educação pré-escolar (geralmente a partir dos 5 anos de idade), antes das crianças começarem a escola primária. A escolaridade é obrigatória até aos 16 anos. A educação nas escolas públicas é gratuita, exceto para as escolas de ensino superior, faculdades e universidades.

O sistema consiste em quatro níveis: Ensino Pré-primário, ensino Básico, ensino Secundário e ensino Superior.

Saúde

A saúde da Bulgária é muito boa, com muitos estudantes internacionais que vêm especificamente para a Bulgária para obter um diploma médico. Os cuidados de saúde são baratos e acessíveis a qualquer pessoa que necessite. O setor da saúde é financiado principalmente através do sistema obrigatório de seguro de saúde, gerido pelo Fundo Búlgaro de Seguro de Saúde (BHIF, na sigla em inglês).

Programas de cidadania

Como já mencionado, a Bulgária é um excelente destino para a condução dos negócios. Graças à sua localização estratégica, à sua mão de obra altamente qualificada, aos seus baixos custos trabalhistas e às baixas taxas de impostos e ao seu acesso ao mercado da UE, este país oferece excelentes oportunidades para empresários e investidores da América Latina e de outras partes do mundo. Além disso, a Bulgária é um dos três únicos países da UE que possuem um Programa de Cidadania por Investimento (visto D após 3 meses, Residência Permanente após 6 meses, período de espera de 12 meses numa via rápida (período de espera de 60 meses numa via normal).

É possível obter a cidadania búlgara depois de 6 meses (total de 2 anos em via rápida [normalmente leva cerca de 2,5 anos, porque os candidatos levam mais tempo para ter os seus documentos prontos], total de 6 anos na via padrão [normalmente leva cerca de 6,5 anos porque os candidatos demoram mais tempo para ter os seus documentos prontos]).

Conclusão

Resumindo, se você está interessado na Bulgária como um lugar de residência ou como um lugar onde estabelecer o seu negócio, não perca esta oportunidade e entre em contato conosco. Vamos conectar você com os agentes e profissionais mais experientes neste assunto.

Comentários
WhatsApp chat