Setor bancário no Chipre, entrevista

0 26

Chipre é uma linda ilha no Mar Mediterrâneo. Embora a ilha esteja geograficamente localizada na Ásia, esta é politicamente um país europeu.

Com uma economia avançada de alto rendimento e um Índice de Desenvolvimento Humano muito elevado, a República do Chipre é membro da Commonwealth desde 1961 e membro fundador do Movimento Não-Alinhado, até ingressar na União Europeia em 2004. A 01 de janeiro de 2008, a República de Chipre juntou-se assim à Zona Euro. O Chipre também possui  níveis de impostos baixos e atraentes e um procedimento de incorporação simples para as estruturas legais disponíveis.

O setor bancário do Chipre atraiu, nos últimos tempos, negócios de clientes internacionais. Pois, ser um membro pleno da Zona Euro traduz-se numa estrutura regulatória forte, que oferece aos investidores o nível certo de proteção e liberdade de movimento de capital.

Este país estabelece uma jurisdição bancária segura e estável, oferecendo aos estrangeiros a possibilidade de abrir contas bancárias pessoais e corporativas. Se deseja que os seus fundos estejam seguros e protegidos, continue a ler este artigo sobre todas as opções que Chipre pode-lhe oferecer.


Hoje, o Mundo Offshore tem o orgulho de apresentar o nosso especialista no sistema bancário de Chipre, que nos dará todos os detalhes necessários que precisamos saber sobre como abrir e operar uma conta bancária neste maravilhoso país.

-Pode-nos brevemente descrever “a realidade bancária” no Chipre?

Em primeiro lugar, precisamos de referir que os principais bancos que aceitam clientes internacionais são os principais “players” do setor bancário. Apesar da opinião generalizada e dos relatórios dos meios de comunicação, relativamente às questões da história recente do sector bancário do Chipre, 4 dos 5 bancos mais importantes não foram realmente afectados pelas decisões do Eurogrupo. O próprio setor bancário passou por uma revisão com novas regulamentações, garantindo um ambiente bancário estável e seguro. Os resultados foram visíveis nos últimos anos, uma vez que bancos conhecidos deram passos importantes demontrando toda a sua força. Desta forma, um desses bancos foi premiado pela conceituada revista no setor bancário privado pela Euromoney e tornou-se uma empresa listada na Bolsa de Valores de Londres. Por outro lado, outro banco adquiriu as operações e empregados de alguns outros bancos menores, que procederam a um substancial aumento de capital e aquisição de um banco menor. 

Portanto, o novo ambiente regulatório, juntamente com o sólido crescimento da economia cipriota, deverá atingir 3,2% até 2019, fortaleceram o setor bancário local.

É claro que existem desafios, como acontece com a maioria dos países da UE, pois fatores exteriores podem afetar a economia e, consequentemente, os bancos da ilha. Além disso, o maior escrutínio dos centros bancários globais e as regulamentações restritivas dos órgãos nacionais e internacionais são uma componente contínua para todos os setores bancários. Gostaria de concluir dizendo que os bancos de Chipre têm a experiência, o know-how e flexibilidade de lidar com grandes e pequenos clientes e empresas estrangeiras, em vários setores diferentes. Os bancos estão, portanto, em condições de enfrentar os desafios futuros e continuar a oferecer um excelente nível de serviço e vantagens competitivas.

O conjunto de regulamentos implementados nos últimos seis anos tem por objetivo fazer de Chipre um destino bancário seguro e estável.

– Chipre é uma jurisdição segura para o setor bancário? 

Como mencionado em cima, o conjunto de regulamentos implementados ao longo dos últimos seis anos tem como objetivo de tornar Chipre, principalmente, um destino bancário seguro e estável.

-Porque é que é assim?

O principal problema com os bancos de Chipre no passado foi a exposição excessiva dos bancos a empréstimos maus. Isto já foi abordado em duas fases distintas. A primeira foi numa revisão dos procedimentos judiciais, permitindo que os bancos recuperassem ou vendessem empréstimos maus, permitindo que a percentagem de empréstimos de risco diminuíssem constantemente, a cada ano. A segunda, foi o redesenho dos procedimentos para concessão de novos empréstimos, como exigências de empréstimos e verificações de crédito, para que os erros do passado não se repitam no futuro. A abordagem da segunda fase foi associada a um reforço do quadro ABC, assegurando assim que os bancos de Chipre estão em condições de recuperar a confiança e voltar ao crescimento. 

Esses movimentos parecem estar a dar certo desde então, e de acordo com dados oficiais, em junho de 2018, os depósitos em bancos cipriotas aumentaram, chegando aos €50,2 bilhões, enquanto os empréstimos alcançaram €46,7 bilhões.

-Qual é a facilidade para uma empresa estrangeira abrir uma conta bancária corporativa no Chipre? 

Como mencionado anteriormente, os bancos de Chipre têm sido tradicionalmente abertos a clientes no exterior, tanto devido à localização geográfica da ilha, mas também devido a um modelo económico e de governação principalmente liberal. Contudo, existiu mudanças globais recentes nos procedimentos de AML e KYC e o processo tornou-se mais difícil do que costumava ser. Como em todos os centros bancários globais, Chipre continua a ser uma das poucas jurisdições onde as empresas estrangeiras ainda são bem vindas! Além disso, Chipre é um dos poucos países da União Europeia onde essas empresas estrangeiras podem abrir uma conta bancária, seja na UE ou fora dela.

-Quais são os principais requisitos?

Os requisitos variam dependendo da atividade da empresa. O que é comum para todas as empresas é o facto de que elas precisam de apresentar o seguinte:

  • Documentos corporativos da empresa em inglês.
  • Declarações financeiras dos anos anteriores.
  • KYC de todas as pessoas físicas relacionadas com a empresa, que inclui:
    • Passaporte
    • Fatura de serviço público dos últimos 3 meses
    • Carta de Referência Bancária (dependendo da entidade bancária)
    • CV
    • Em alguns casos, recibos também podem ser exigidos. 

Além disso, no caso de empresas comerciais ativas, os bancos vão exigir o fornecimento do endereço comercial no seu país de origem e, em seguida, o número de funcionários.

Outro requisito é que todas as empresas, sejam estrangeiras ou não, precisam de fornecer demonstrações financeiras auditadas.

-É possível abrir uma conta bancária remotamente?

Sim, isso ainda é possível com os bancos de Chipre.

-É possível para estrangeiros abrir contas pessoais no Chipre?

Sim, abrir uma conta bancária pessoal ainda é um processo relativamente direto.A entidade bancária escolhida solicitará algumas informações sobre o histórico económico e profissional da pessoa que deseja abrir uma conta bancária.

-Quais seriam os requisitos?

Algumas informações precisarão de ser fornecidas para avaliar o perfil económico do cliente.Além disso, a seguinte documentação deve ser fornecida:

  • KYC de todas as pessoas físicas relacionadas com a empresa, que inclui:
    • Passaporte
    • Fatura de serviço público dos últimos 3 meses
    • Carta de Referência Bancária (dependendo da entidade bancária)
    • CV
    • Em alguns casos, recibos também podem ser exigidos.

-Por fim, porque recomendaria Chipre como centro bancário?

Na nossa experiência, há três fatores principais que os clientes procuram num banco internacional:Segurança e Confiança nos fundos.

Após os tumultuosos anos de 2008-2015, todos perceberam que nenhum banco é grande demais para fracassar e os clientes e profissionais são obrigados a analisar atentamente a situação financeira de um banco. 

Como mencionado acima, a série de medidas tomadas garantiu que, apesar da conturbada história do setor bancário, estamos em condições de recomendar os bancos de Chipre. 

  • Acessibilidade

Isto refere-se principalmente à facilidade de se fazer negócios com um banco específico, desde a abertura de uma conta até à sua operação e o seu encerramento. 

Ao contrário dos centros financeiros globais “mais recentes”, os bancos de Chipre têm atendido clientes internacionais nos últimos 20 anos e têm os sistemas e procedimentos implementados para fazê-lo com eficiência, tendo seu pessoal a dominar a língua inglesa e oferecendo um acesso confiável e moderno ao e-banking, bem como centros de serviços 24 horas ou serviços bancários privados. Por isso mesmo, bancos de Chipre são excelentes para receber novos clientes e empresas não residentes, com eficiência. 

O Mundo Offshore está pronto para ajudá-lo no momento da abertura de contas pessoais ou corporativas no Chipre. A nossa empresa pode conectá-lo com os especialistas mais proficientes e garantir o sucesso nos seus negócios futuros. Contacte-nos hoje para mais informações e receberá a assistência profissional que está à procura. Não perca a chance de aproveitar esta incrível oportunidade.

Comentários
WhatsApp chat