As dez coisas que você precisa saber para ser um “miner” bem sucedido

0 25

Mining” é o nome do processo pelo qual as transações em criptomoedas são verificadas e integradas na rede coletiva chamada “blockchain” e através das quais novas unidades de criptomoedas são geradas. Qualquer pessoa com acesso à Internet e à um computador pode se dedicar ao mining. Durante esse processo, as transações são compactadas em blocos digitais de modo a serem apresentados como quebra-cabeças complexos. O participante que primeiro resolve o enigma é aquele que coloca o bloco no blockchain e que ganha a recompensa. Essas recompensas são o incentivo para o qual os miners trabalham, e consistem em taxas associadas à transação em questão e novas unidades de criptomoedas geradas.


O primeiro a colocar o bloco no sistema é aquele que recebe a recompensa.

O mining tem sido usado há algum tempo e os primeiros que começaram a usá-lo foram os que mais se beneficiaram. No Mundo Offshore já dedicamos um artigo completo sobre as criptomoedas e especialmente sobre o bitcoin, que foi a primeira moeda digital criada em 2008. A partir daí, foram inventadas e propagadas moedas semelhantes no mercado mundial, incluindo o Bitcoin Cash, que é um spin-off do seu precursor, o Bitcoin.

Atualmente, qualquer um que a proponha pode gerar um pequeno lucro, investindo menos de mil dólares no equipamento necessário, embora possa gastar vários meses de mining para recuperar o investimento realizado.


Se você estiver interessado em aprender mais sobre o funcionamento das criptomoedas, visite nosso artigo “Criptomoedas”

Como funciona o mining?

Em seguida, daremos uma breve explicação para aqueles que querem começar na mining com um investimento modesto de apenas três dígitos. Neste caso daremos enfoque principalmente ao mining de “scryp coins”, isto é Litecoins, Dogecoins o Feathercoins.

O mining visa principalmente alcançar três objetivos:

1-Realizar a contabilidade das moedas geradas pela rede e divulgadas através dela. O mining é um trabalho muito exigente e demanda dedicação em tempo integral para verificar as transações.

2-Receber uma pequena remuneração pelos serviços de contabilidade ao ganhar frações de moedas em determinados dias do mês.

3-Manter os custos pessoais baixos, como o pagamento de eletricidade e o custo do equipamento usado.


Mining é um trabalho em tempo integral, já que o “miner” é responsável por registrar as transferências no blockchain.

Para “minerar” criptomoedas como Litecoins, Dogecoins e/ou Feathercoins, primordialmente são necessárias dez coisas:

1-Um banco de dados de uso pessoal que pode ser comprado sem custo chamado “carteira”. É protegido por senha e serve para armazenar os ganhos do usuário, bem como para se conectar ao livro de contabilidade coletivo.

2-Un software gratuito especialmente desenvolvido para fazer o mining com base no  CGMiner e Stratum.

3-Juntar-se a uma “mining pool”, nome dado a uma comunidade de miners que combinam seus equipamentos e recursos, a fim de aumentar a rentabilidade e de gerar um renda mais estável.

4-Associar-se a uma plataforma on-line para fazer o cambio monetário, através da qual o usuário pode trocar dinheiro digital por dinheiro convencional e vice-versa.

5- Uma conexão de Internet segura e constante, com uma velocidade de pelo menos dois megabits por segundo.

6-Um lugar confortável e arejado com ar condicionado para guardar o equipamento necessário.

7-Um PC ou um computador feito sob medida e projetado especialmente para mineração. É possível usar o computador pessoal no início, mas tenha em mente que não será possível usar o computador para nenhuma outra função enquanto o programa de mining estiver em execução. O mais aconselhável é usar um computador diferente que será destinado exclusivamente para o processo em questão. Um fato importante: o uso de laptops, consoles de videogame ou dispositivos portáteis não é aconselhável, uma vez que estes não são eficazes o suficiente para gerar renda.

8-Um processador gráfico (GPU) ou um dispositivo de processamento especializado chamado “mining ASIC chip”. O custo varia entre US$90 quando comprados usados e US$ 3000 quando novos, para cada unidade de GSU. O GSU é muito importante porque será o cavalo de guerra dessa operação.


Um computador projetado especificamente para o mining é necessário, assim como um bom sistema de ventilação.

a qual será responsável pelos serviços de contabilidade e mining.

9-Um sistema de ventilação que mantenha arejado o computador destinado ao mining, pois o procedimento gera um alto grau de calor. Por esta razão, a constituição de um sistema de ventilação apropriado é vital se você quiser se tornar um minerador de sucesso.

10-Ter uma curiosidade infinita. É importante ter um interesse constante em leitura e aprendizado, uma vez que esse tipo de tecnologia está em constante mudança e crescimento, e o tempo todo novos recursos aparecem para otimizar os resultados da mineração. Os miners mais bem sucedidos costumam passar horas por dia estudando maneiras de se adaptar aos desenvolvimentos do mercado e, assim, melhorar seus rendimentos.

Comentários
WhatsApp chat