Fundo Fiduciário, oportunidade para seus herdeiros aprenderem sobre os negócios

0 1.252

Hoje vemos muitos empreendedores no mundo que em breve terão de enfrentar o problema de transferir seus negócios para os herdeiros. A maioria das pessoas que pensam nisso se perguntam com preocupação: seus filhos poderão suportar esse fardo e progredir? Eles desenvolverão o negócio ou irão arruiná-lo? Terão a força e a experiência necessárias? 

Essas perguntas exigem respostas. Como podemos respondê-las?

Alguns acreditam que um fundo fiduciário é uma ferramenta usada apenas por grandes empresas, mas estão equivocados! Hoje vamos falar sobre um outro tipo de fundo fiduciário para educar seus filhos.

O principal problema dos herdeiros continua sendo a falta de experiência própria e erros na gestão de um negócio, bem como erros nas relações pessoais que podem ter impacto diferente sobre o negócio e seu desenvolvimento.

Para adquirir essa experiência, há uma solução: criar um fundo onde o fiduciário atua como mediador (conciliador) entre duas gerações ou até três, se no processo envolverem-se os netos. As ideias básicas são:

  1. Um fundo fiduciário é criado para um período de até 5 anos, embora possa ser criado para um período mais longo.
  2. Os ativos deste fundo devem girar entre 200 e 700 mil euros.
  3. O beneficiário é o herdeiro ou a heredeira.
  4. O beneficiário tem o direito de criar qualquer negócio em qualquer área, mas para isso ele ou ela deve fornecer ao fiduciário um plano de negócios pessoal, onde a importância e a viabilidade do seu projeto são justificadas.
  5. O administrador está autorizado a criar qualquer tipo de empresa em qualquer país do mundo, de acordo com o desejo do beneficiário e do plano de negócios fornecido pelo mesmo; pode também sugerir jurisdições convenientes, onde isso não será muito caro para começar.
  6. O fiduciário tem o direito de conceder empréstimos ao beneficiário nos termos e interesses geralmente aceitos pelos bancos, em troca de uma garantia, ou sem ela. O empréstimo não pode exceder 40-50% do fundo total, mas pode aumentar com um desenvolvimento positivo do negócio.
  7. O fiduciário também pode investir uma parte do fundo no projeto do beneficiário, mas não mais que 30-40% dos ativos do fundo.
  8. O beneficiário pode criar e tomar parte em vários projetos, mas não mais do que 3 ao mesmo tempo.
  9. É previsto que o beneficiário possa perder fundos devido a erros comerciais, parceiros de má fé, etc.
  10. O beneficiário não tem o direito de gastar dinheiro consigo mesmo ou com as suas necessidades e interesses pessoais, a menos que sejam cursos de formação.
  11. O fundador do fiduciário assume o controle das despesas, mas não pode intervir ativamente no processo de aprendizagem sobre o negócio, tem apenas o papel de observador passivo ou assessor em certos casos específicos.
  12. Em alguns casos extremos, o fundador (protetor) do fiduciário pode exigir o encerramento do projeto ou sugerir gerenciamento externo por terceiros.

Estas são algumas das peculiaridades e restrições de um fundo deste tipo. O conceito principal é que os herdeiros são obrigados a tentar criar e desenvolver um negócio «com as próprias mãos», adquirir conhecimento e experiência, embora isso muitas vezes se torne bastante amargo sem a tutela dos pais. Normalmente, o beneficiário só sabe que é dono de uma empresa (fiduciária), que pode dar-lhe algumas oportunidades, a pedido de seus pais, obviamente, no caso do fundo fiduciário ter sido criado pelos pais.

Às vezes, a idéia de criar um fundo desse tipo vem dos próprios filhos, cujo argumento, nesse caso é: «Vou tentar criar algo meu, para que você veja como eu consigo».

As funções da empresa fiduciária aqui são muito simples: trata-se de uma empresa externa que decide se deve tomar uma ou outra direção no desenvolvimento do negócio. Os pais muitas vezes são muito conservadores quando se trata das questões do desenvolvimento de seus filhos, e muitas vezes não conseguem ver as perspectivas que seus filhos já adultos visualizam. Criando um fundo como esse, os pais permitem que seus filhos ajam de forma independente, sem misturar emoções ou alterar seu relacionamento.

Infelizmente, as emoções da família muitas vezes se tornam um obstáculo que dificulta a preservação do respeito mútuo, da amizade e do apoio dos filhos. Um fundo desses consegue resolver este problema de uma forma muito simples: os fundos são disponibilizados, as regras do «jogo» são definidas, tudo está pronto para a ação e ao ganho de experiência; é claro que pode haver perdas, mas não excessivas, já que seu limite será determinado pelas margens do fundo fiduciário. Se desejar, pode criar uma pequena réplica do negócio de seus pais e tentar competir com ela ou, se preferir, seguir seu próprio caminho e iniciar um negócio totalmente novo.

Esse tipo de fundo é um espaço onde você pode construir seus castelos de areia, mas com a opção de um deles tornar-se um projeto real, eficiente e desenvolvido.

O objetivo deste instrumento é oferecer aos herdeiros a possibilidade de adquirir uma experiência valiosa em seu próprio negócio, praticamente sem apoio, e prepará-los para a entrada no negócio dos pais, onde todos os processos já estão bem estruturados, lhes faltando apenas uma nova visão e novas idéias que os herdeiros podem extrair do fundo.

Comentários
WhatsApp chat